Estagiário Geek


Notícias e bate papo sobre Games, Animes, Filmes, Séries, Design, Artes e de tudo e mais um pouco.
 
InícioEstagiário GeekCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 A ciência explica os "Waifus"

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Emerson
Admin
avatar

Mensagens : 24
Data de inscrição : 11/06/2015
Localização : Dreamar

MensagemAssunto: A ciência explica os "Waifus"   Ter Jun 16, 2015 1:51 pm



Você já ouviu falar dos termos 'waifu' e 'husbando'? São termos de fandoms voltados a animes e mangás que brincam com as palavras em inglês para esposa e marido. Quando alguém fala em sua/seu waifu ou husbando ela está se referindo a um personagem por quem tem verdadeira devoção - e, porque não, até amor.

O pessoal da Forbes entrevistou vários fãs que possuem waifus ou husbandos, chegando a gastar verdadeiras fortunas em produtos dos personagens, como action figures e travesseiros gigantes - tudo para tentar entender como adultos se apaixonam por pessoas que não existem de fato.

De acordo com a psicóloga Robin Rosenberg, uma das colaboradoras do "The Psychology of Harry Potter" e co-autora de um estudo sobre cosplays, o fator 'fantasia' é uma boa parte da atração. Para Rosenberg, se um anime tem uma personalidade e características próprias, não importa que ele seja um desenho. "Se um boneco palitinho tivesse características humanas, poderíamos desenvolver uma 'paixonite' por esse boneco palitinho".

Essas paixões são baseadas nas qualidades que achamos que alguém (seja uma pessoa de verdade ou um personagem) possui. E aí vem aquela história de que a paixão é cega: nós temos uma tendência a preencher os espaços em branco sobre o que sabemos de alguém com nossas próprias expectativas. Vemos o que queremos ver em outro. Por isso é difícil que essa 'paixonite' intensa, que beira a devoção, seja voltada a pessoas que conhecemos muito. Nos apaixonamos pelas nossas expectativas que, no caso de um personagem, dificilmente serão desmentidas.

Além disso, quem tem uma waifu ou um husbando tem uma maior probabilidade de se expor ao personagem, de se sentir vulnerável na frente dele.

Isso tudo, de acordo com Rosenberg, não diminui o sentimento de alguém pelo personagem. Não é correto dizer que a pessoa não está apaixonada de fato pelo desenho só porque ele não é real. "Se você tem uma paixonite pelo Justin Bieber, ela é tão bidimensional quanto uma paixonite por um personagem de anime. Você está apaixonado por um conceito, não por uma pessoa de verdade".



Via Forbes
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://estaggeek.forum-log.com
 
A ciência explica os "Waifus"
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Sony explica o motivo do programa EA Access não existir para o PS4
» Alguém explica o que é RHM
» Konami explica porque Castlevania: Lords of Shadow - Mirror of Fate é um exclusivo do 3DS
» Diretor explica o porquê da aparição da máscara de Majora em Zelda: ALBW
» Insomniac explica porque Sunset Overdrive é um Exclusivo do Xbox One

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Estagiário Geek :: Nerd mídia :: Animes e Mangás-
Ir para: